rotina-do-fracassado

Rotina do fracassado – Identificas-te?

Rotina do fracassado

Á noite quando vais para a cama, ficas até à 1h da manhã vendo o Instagram ou o whatsapp. Rodando, rodando, a ver a vida dos outros.

Estás sozinho ou com alguém a roncar ao teu lado, dormindo pesado, enquanto rodas e rodas e pensas que as outras pessoas são tão felizes.

Que casal lindo, nunca discutem, quem me dera que fossemos assim!!!”, enquanto te sentes uma merda, vais vendo a suposta e ilusória vida fantástica dos outros.

De repente lembras-te que amanhã tens de acordar cedo para ir trabalhar, já são 2h da manhã, tenho de dormir.

Adormeces a sentir que tens uma vida de merda. Na manhã seguinte o despertador toca, toca novamente, adia mais um bocado.

Tens mesmo de te levantar para ir trabalhar, já atrasado como de costume. Adormeceste tarde, acordas já cansado e atrasado.

Não tens tempo de fazer um pequeno almoço, não tens tempo de fazer a cama. Arranjas-te a correr, chegas ao trabalho em cima da hora ou atrasado.

Ouves uma boca ou outra por não chegares a tempo, ainda estás cansado e com fome. Vais comer qualquer coisa, sim qualquer coisa, e nada como deve de ser.

Lá desenrascas o pequeno almoço com um pão com margarina e um café em copo de plástico a ver se acordas.

O café não fez grande efeito, continuas cansado e com sono, mas tens de trabalhar. O trabalho que detestas, mas que te dá o dinheiro para tu “viveres”, que todos os dias de manhã antes de sair da cama pensas porque raio tens de ir para aquele trabalho de merda.

Fazer tarefas que não servem de nada, não servem de nada para a minha vida, não mudam nada da minha vida, não mudam nada na vida de ninguém. Entras em modo automático, estilo robot enquanto trabalhas.

Só despertas quando recebes alguma coisa pelo whatsapp no grupo dos amigos, é o ponto alto do teu dia, quando recebes uma foto de gatinhos ou uma daquelas imagens que não se pode descrever.

Hora do almoço, vou comer algo saudável, NÃO, mereço uma coisa boa, mereço empanturrar-me, uma lasanha, uma pizza, vamos ali comer um hamburger daqueles com 20cm de altura.

De tarde, por ter comido tanto carbo-hidrato está sonolenta, então continua sonolenta, cansada, a fazer um trabalho que detesta e que não encontra sentido no que faz, vamos mas é tomar mais um café em copo de plástico.

Mais um bocado de Facebook, whatsapp, arranstando-se durante a tarde, a ver se o tempo passa rápido e se consegue fazer o mínimo possível sem que ninguém se aperceba.

Hora de ir para casa, vamos lá para o transito, filas e mais filas, autocarro cheio, mais stress. Chegas em casa, adivinha? CANSADO, sem paciência para aturar a família, eu mereço descansar um bocadinho agora, vou ver novela, vou ver um bocadinho o Facebook, eu mereço.

Eu mereço descansar e não prestar atenção na família. Mereço sofá.

Pelo menos está na hora do jantar, pelo menos agora vamos fazer uma refeição em família saudável. NÃO, vou fazer algo rápido, uma lanche serve, algo rápido e que de saudável não tem nada.

Mais sofá, mais novela, mais Facebook, mais instagram.

Chega a hora de ir para a cama, até, e assim se passou mais um dia, mais um ciclo. Amanhã tudo se repete.

E assim existem pessoas que passam todos os dias, durante 1 ano, durante 10 anos, dizem que é a VIDA.

Isto que acabei de descrever não é vida, espero que não exista muita gente que ao ler isto se reveja nesta rotina.

As pessoas ricas acreditam em “eu crio minha vida” – as pessoas pobres acreditam que a “vida acontece”. T. Harv Eker

Está na hora de mudarem de vida, de mudarem a mentalidade, aprendam, evoluam, sejam pessoas de sucesso.

Começa por ver outros artigos aqui do blog, como o Grande segredo para ficar rico e outros, lê livros, assiste vídeos.

Como o Bill Gates diz, “Se você nasceu pobre, não é erro seu. Mas se você morrer pobre, a culpa é sua.

Be the first to comment

Deixa um comentário

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com